Alterações no Simples Nacional

Foi publicada no Diário Oficial da União, no ultimo dia 15 de setembro, a Resolução nº 76 do Comitê Gestor do Simples Nacional que altera as resoluções nº 10 (obrigações acessórias), nº 30 (fiscalização, lançamento e contencioso administrativo – penalidades), nº 51 (cálculo e recolhimento – emissão de nota fiscal), nº 52 (ICMS e ISS – Concessão de benefícios fiscais) e nº 58 (SIMEI).

Click aqui para se tornar membro do PORTAL CONTABILIADE. Apenas para quem usa GMAIL – Comunidade Google Friend Connect

abertura de empresas,  aliquota simples nacional,  atividades mei,  balanço patrimonial entidades sem fins lucrativos,  cadastro mei,  calculo simples nacional,  como abrir uma empresa,  como abrir uma ong sebrae,  como abrir una ong,  Como Faço para Abrir uma ONG,  como montar uma ong,  contabilidade para entidades sem fins lucrativos,  cooperativa sem fins lucrativos,  dicas de abertura de empresa,  Dicas para Abrir uma ONG,  documentos para abrir uma ong,  entidade sem fins lucrativos,  estatuto ong,  estatuto sem fins lucrativos,  fundação sem fins lucrativos,  instituto sem fins lucrativos,  lei mei,  lucro presumido,  Manual ONG – Manual Prático ONG passo a passo,  mei norte,  micro empresario individual,  microempreendedor sebrae,  modelo de estatuto de ong,  modelo estatuto associação sem fins lucrativos,  programa microempreendedor,  Quero abrir uma ONG e agora,  sebrae,  sebrae mei,  simples federal,  simples nacional anexos,  simulador simples nacional,  tabela simples nacional,  terumi mei
Obrigações acessórias

Na Resolução CGSN nº 10 de 2007 foi acrescido o art. 13-B tratando sobre o procedimento a ser adotado no caso de roubo, furto, extravio, deterioração, destruição ou inutilização de mercadorias, bens do ativo permanente imobilizado, livros contábeis ou fiscais, documentos fiscais, equipamentos emissores de cupons fiscais e de quaisquer papéis ligados à escrituração.

Penalidades – MEI

Foram acrescidos dispositivos tratando sobre: a) a multa mínima a ser aplicada ao Microempreendedor Individual no caso de entrega de declaração em atraso; b) a multa aplicável pela falta de comunicação do desenquadramento do MEI.

Cálculo e recolhimento – Emissão de nota fiscal

Ao art. 3º da Resolução CGSN nº 51, de 22 de dezembro de 2008 foi acrescido o § 2º-A, tratando sobre procedimentos concernentes à emissão de nota fiscal para o caso de prestadora de serviços que esteja abrangida por isenção ou redução do ISS em face de legislação municipal ou distrital que tenha instituído benefícios à ME ou à EPP optante pelo Simples Nacional.

ICMS e ISS – Concessão de benefícios fiscais

Foi incluída a possibilidade de concessão de isenção do ISS (anteriormente era previsto somente redução do ISS). Além disso, foram alterados o Quadro II e incluído o Quadro V – todos com situações hipotéticas relativas aos benefícios ora tratados.

SIMEI

A Resolução CGSN nº 58, de 27 de abril de 2009 foi alterada com relação ao desenquadramento do SIMEI, e ainda, foram revogadas: a) o inciso III do § 2º do art. 2º – que tratava da obrigatoriedade de informação do NIT para fins de opção ao SIMEI; b) o § 6º-A do art. 3º – tratava de procedimento para o caso de excesso de receita bruta no ano anterior.

Este artigo é uma republicação. Ele foi publicado originalmente em sephorix.com em anos anteriores a 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *